Processo Seletivo

PROCESSO DE SELEÇÃO:
 
VAGAS para o Mestrado em Dança/UFBA:

O acesso da(o) estudante ao Programa de Pós-Graduação em Dança dar-se-á por meio de quatro modalidades de vagas a saber:

I. Vagas de Ampla Concorrência: aquelas que não estão submetidas a nenhuma modalidade de reserva de vagas;

II. Vagas reservadas para candidata(o)s autodeclarada(o)s Negros (pretos e pardos), optantes por esta modalidade;

III. Vagas reservadas para candidata(o)s autodeclarada(o)s Indígenas, Quilombolas, Pessoas com Deficiência e Pessoas Trans (Transexuais, Transgêneros e Travestis), optantes por esta modalidade; e

IV. Vagas para Estrangeira(o)s, legislada por resolução própria, emitida pelo Conselho Acadêmico de Ensino.

Do total de vagas ofertadas, serão asseguradas 30% para autodeclarada(o)s Negros (pretos e pardos), optantes.

A autodeclaração se fará no ato da inscrição do processo seletivo, em campo específico no formulário (ANEXO I);

A(o) candidata(o) autodeclarada(o), que desejar concorrer às vagas reservadas para Negros (pretos e pardos), deverá confirmar sua condição de optante no campo específico (ANEXO I) do formulário de inscrição;

Na fase final do processo seletivo, as vagas de ampla concorrência serão distribuídas de acordo com a classificação dos candidatos, sendo atribuídas indistintamente a optantes e não optantes até atingir seu limite máximo;

Caso um(a) optante Negros (pretos e pardos) obtenha classificação que lhe garanta uma das vagas de ampla concorrência, ela(e) não será computada(o) para o preenchimento das vagas reservadas para esta modalidade;

Em caso de desistência de candidata(o) Negro (preto ou pardo) optante selecionada(o), a vaga será preenchida pela(o) candidata(o) Negro (preto ou pardo) posteriormente classificada(o), também optante desta mesma modalidade; e Na hipótese de não haver candidata(o)s Negros (pretos e pardos), optantes desta modalidade de reserva de vagas, aprovada(o)s em número suficiente para ocupar as vagas reservadas, as vagas remanescentes serão revertidas para a ampla concorrência,sendo preenchidas pela(o)s demais candidata(o)s aprovada(o)s, observada a ordem de classificação.

O estudante precisa apresentar os seguintes documentos:

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA A INSCRIÇÃO DE

CANDIDATOS BRASILEIROS

a) Uma cópia autenticada do Diploma de Curso Superior, frente e verso ou atestado, emitido pelo Colegiado do Curso, de que concluirá o curso até o término do período letivo de 2016 para os candidatos brasileiros. A cópia autenticada do diploma deverá ser entregue no ato da matrícula para os aprovados que apresentaram no ato da inscrição atestado de conclusão até o final de 2016;

b) Uma cópia autenticada do Histórico Escolar de Graduação;

c) Uma cópia autenticada do RG;

d) Uma cópia autenticada do CPF;

e) Uma cópia autenticada do Título Eleitoral com comprovante(s) da última eleição;

f) Comprovante de Quitação com a Justiça Eleitoral;

g) Uma cópia autenticada do Certificado de Reservista (para homens);

h) Comprovante original da taxa de inscrição para o Mestrado, a qual deve ser acessada no site: https://supac.ufba.br/servicos-academicosboletos

i) Ficha de Inscrição preenchida. O candidato deverá preencher duas vias da ficha, que pode ser retirada no site: www.ppgdanca.dan.ufba.br

j) Três vias Currículo Lattes (plataforma CNPq – http://lattes.cnpq.br);

k) Uma foto 3x4;

l) Três vias do Pré-Projeto de Pesquisa conforme estabelecido neste edital.

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA CANDIDATOS INDÍGENAS, QUILOMBOLAS E PESSOAS COM DIFICIÊNCIA

Os candidatos deverão apresentar a Documentação solicitada no item 3.1 para a Inscrição. E, para a matrícula, se selecionado, o que se segue, relativamente a sua categoria:

a) Para candidata(o) selecionada(o) na modalidade de reserva de vagas para indígena é preciso que seja apresentada cópia do registro administrativo, conforme legislação vigente de nascimento e óbito de índios (RANI) ou declaração de pertencimento emitida pelo grupo indígena, reconhecido pela FUNAI, assinada por liderança local;

b) Para candidata(o) selecionada(o) na modalidade de reserva de vagas para Quilombola é preciso que seja apresentada declaração de pertencimento assinada por liderança local e documento da Fundação Palmares reconhecendo a comunidade como remanescente de quilombo; e

c) Para candidata(o) selecionada(o) na modalidade de reserva de vagas para Pessoas com Deficiência é preciso que seja apresentado laudo médico atestando a condição característica desta modalidade.

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA A INSCRIÇÃO DE CANDIDATOS ESTRANGEIROS, RESIDENTES E NÃO RESIDENTES NO BRASIL

a) Cópia autenticada de tradução juramentada do diploma de graduação reconhecido por instituição brasileira, ou no exterior pela embaixada brasileira no país em que foi emitido;

b) Cópia autenticada de tradução juramentada do histórico escolar (em que constem, além das menções, os créditos ou carga horária de cada disciplina);

c) Cópia autenticada do passaporte;

d) CPF (para candidatos estrangeiros com residência permanente);

e) Cópia autenticada do visto permanente (para candidatos com residência permanente no país);

f) Comprovante original da taxa de inscrição para Seleção do Mestrado, a qual deve ser acessada no site: https://supac.ufba.br/servicos-academicosboletos;

g) Ficha de Inscrição preenchida. O candidato deverá preencher duas vias da ficha que pode ser retirada no site: www.ppgdanca.dan.ufba.br;

h) Currículo vitae com dados pessoais e os distintos níveis de formação já realizados, incluindo as informações mais relevantes sobre a atuação profissional, produção artística, participação em eventos e produção bibliográfica (caso tenha);

i) Três vias do Pré-Projeto de Pesquisa conforme estabelecido neste edital, escrito na língua Portuguesa.

OBSERVAÇÃO: O candidato estrangeiro não residente no Brasil, se aprovado, deverá apresentar o CPF, o Visto de Estudante e o Registro Nacional de Estrangeiro-RNE até o dia 15 de abril de 2017. Para candidatos que integram os países do MERCOSUL (Argentina, Bolívia,

Uruguai) e convidados (Colômbia, Peru e Venezuela) não é necessário o visto de estudante.

OBSERVAÇÃO: Se os documentos forem entregues pessoalmente, é possível a autenticação in loco, desde que os documentos originais sejam apresentados. Documentação via SEDEX deverá ser autenticada em cartório, ou embaixada.

Os documentos entregues no período de seleção não serão devolvidos.

 
A Comissão de Avaliação é formada por docentes do PPGDança. Os critérios de seleção para ingresso no Mestrado em Dança seguem o Capítulo III do Regimento Interno do Curso (disponível neste site) e as Normas Complementares para Cursos de Pós-Graduação stricto sensu do Conselho Acadêmico de Ensino da UFBA e do Regimento da UFBA.
 
A seleção para o Programa constará de duas Etapas, ambas eliminatórias, sendo que a segunda etapa também classificatória.
 
Para candidatos residentes no Brasil
 
Etapa I:
  • análise do Pré-Projeto de Pesquisa, do currículo Lattes e do Histórico escolar.
Etapa II:
  • prova escrita e entrevista e argumentação oral do projeto;
 
Para os candidatos estrangeiros: 
 
Etapa I:
  • Análise do Pré-projeto e da carta de intenção, escritos em Língua Portuguesa;
  • Análise do Currículo Vitae, escrito em Língua Portuguesa;
 
Etapa II:
 
  • Entrevista e argumentação oral do projeto, a distância, a ser realizada por meio de VOIPE ou STREAM (videoconferência ou Skype);
  • Certificado de Proficiência em Português do CELPE-Bras (http://www.inep.gov.br).
  • Parágrafo único: O certificado de Proficiência em Língua Portuguesa poderá ser entregue à Secretaria do Programa de Pós-Graduação em Dança até o final do 2° semestre do curso.
 
DAS PROVAS E DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO:
 
Etapa I:
 
Pré-projeto:
Os Pré-Projetos devem ser elaborados contendo os seguintes aspectos:
 
  • elementos pré-textuais: capa com dados de identificação do candidato, título do projeto, linha de pesquisa pretendida e indicação de 2 docentes para orientação, em ordem de prioridade, na linha pretendida. 
  • Atenção: Caberá ao Colegiado do PPGDança, em comum acordo com seus docentes, verificar a disponibilidade de vagas do docente requisitado para  a orientação e definir a distribuição final das orientações;
  • elementos textuais: apresentação e contextualização do tema a ser pesquisado e sua articulação com a linha do Programa selecionada; justificativa da relevância da pesquisa para o desenvolvimento da área, situando o enfoque proposto e apontando possíveis questões relacionadas com a pesquisa; objetivos; perspectivas para o marco teórico, com apresentação dos principais conceitos e teorias a serem relacionadas com o objeto de pesquisa; cronograma; indicação de possíveis abordagens metodológicas para a pesquisa proposta;
  • elementos pós-textuais: lista das dez principais referências bibliográficas e outras fontes, utilizadas na construção do Pré-Projeto.
 
 
A avaliação do Pré-Projeto de Pesquisa: a comissão de seleção avaliará a sua adequação às linhas de pesquisa do Programa e a sua coesão quanto aos aspectos indicados para a elaboração do Pré-Projeto e dos itens de avaliação que constam no barema.
 
Currículo:
 
  • Avaliação do currículo: para candidatos residentes no Brasil, apenas serão aceitos currículos impressos gerados pela Plataforma Lattes do CNPq (http://lattes.cnpq.br) na sua versão completa, e será analisado de acordo com parâmetros de pertinência entre a formação e atuação profissional do candidato, o seu Pré-Projeto de Pesquisa e os objetivos do curso e perfil do profissional a ser formados.
  • para candidatos estrangeiros será analisado o currículo vitae, com dados pessoais e dos distintos níveis de formação já realizada, atuação profissional, produção artística, participação em eventos e produção bibliográfica (caso tenha).
 
Dos critérios de avaliação da I Etapa:
 
A primeira etapa do processo de seleção é eliminatória, tendo como parâmetro os seguintes pesos e notas: 
Etapa I - peso: 2,0
Notas:
Análise do projeto – valor 10,0; 
Análise do currículo Lattes e do histórico escolar - valor 10,0.
Score mínimo - 7,0.
 
Etapa II: 
 
Prova escrita
 
Avaliação: serão avaliadas a familiaridade com conceitos e teorias de abordagem da dança como produto histórico-cultural e ação cognitiva do corpo, conforme referência básica indicada no item bibliografia deste edital; maturidade de reflexão crítica, da construção argumentativa sobre o tema da prova, explorado nas questões específicas da prova; redação (regras linguísticas), coesão e coerência textual.
Duração: 4 (quatro) horas.
 
Entrevista e argumentação oral sobre o projeto de pesquisa
 
A entrevista e exposição argumentativa terão no máximo 20 minutos para cada candidato, a partir do início da sessão. Os horários de cada candidato para a entrevista e argumentação oral do pré-projeto serão divulgados com antecedência, bem como a composição de cada banca examinadora. Cada candidato deverá expor seu projeto de pesquisa, de forma oral, e responder às questões formuladas pela banca examinadora. 
 
Serão avaliados o domínio do candidato quanto ao tema e objeto de estudo, domínio de conteúdos específicos da dança e capacidade de construção argumentativa e capacidade de responder as questões formuladas pela banca examinadora.
 
Dos critérios de avaliação da II Etapa:
 
A segunda etapa do processo de seleção é eliminatória e classificatória, tendo como parâmetro os seguintes pesos e notas: 
Nota da Etapa I (Nota do projeto + nota do currículo) x peso 2,0 + II etapa (nota prova teórica) x 4,0 + (Nota da entrevista e argumentação oral) x 4,0= 10,0
 
Os candidatos deverão ter a média acima de 7,0 (sete) para serem considerados aprovados e classificados para ingresso no Mestrado. Em caso de empate, será considerada como critério de desempate a média das notas obtidas na segunda etapa do processo de seleção.
 
Acesso aos locais de prova. O acesso às salas dos exames de conhecimento específico será permitido até 30 minutos após o início das mesmas e nenhum aluno poderá sair da sala de exame antes de decorridos 30 minutos de prova.