Perfil do Egresso

O egresso do Mestrado em Dança é formado para compreender a Dança como área de conhecimento e atuar profissionalmente referenciado por um escopo teórico de caráter inter, multi e transdisciplinar que a aborda como atividade cognitiva do corpo e às suas configurações, artísticas ou pedagógicas como sínteses transitórias de processos corporais histórico-culturais e evolutivos. Este egresso ao finalizar o curso tem capacidade para fazer relações entre teorias, entre linhas de pensamento da Dança, entre acontecimentos e agenciamentos da história da Dança. Muito importante no âmbito de argumentação autônoma que se espera do egresso é a convicção que conexões que são feitas não são meras aproximações para que outra teoria fale pela Dança. 
O egresso é também formado para uma atuação pública participativa, subsidiada por conteúdos e estratégias de abordagens atualizados e por argumentação crítica que lhe permita posicionar-se frente às questões em pauta no Brasil e no mundo. Entre essas questões elencamos as políticas públicas para a Dança, Arte e para a Cultura, questionamentos sobre a globalização na arte, o utilitarismo da Educação, as demandas pedagógicas, a relação entre política e estética e seus resultantes nexos simbólicos e institucionais. 
 
Intentamos que o professor, o artista ou o professor-artista mesmo atendendo às singularidades diferenciadas, deva convergir suas contribuições na busca de transformações metodológicas e artísticas. Objetivamos, portanto, que nosso egresso volte seu compromisso com a atenção constante aos novos paradigmas artísticos e educacionais e aos processos emancipatórios de ensino e aprendizagem em Dança. 
 
Importante que o egresso tenha capacidade de sustentação de argumentação sobre códigos de Dança e ao que se refere à interpretação, criação e produção artísticas e que questione a criação coreográfica e a produção de cenas com uma implicação em uma concepção contemporânea, não importando a prática ou técnica empregada. 
Deve o egresso finalizar seu Mestrado com a reflexão e a geração de produção inovadora e criar a articulação e o diálogo entre a arte e outros campos do conhecimento, estimulando a criação de interfaces entre o fazer artístico, a apreciação da obra de arte e os processos de desenvolvimento de outros saberes, tendo domínio do exercício da transversalização e integração de saberes, com a abertura para as experiências e práticas cotidianas na produção de novos conhecimentos educacionais e artísticos. 
 
O Mestrado em Dança visa, dada à ampla atuação de professores de Dança na Educação Básica e Superior formar o estudante que é ou será professor como artista/docente/crítico, um profissional cidadão, com enfoque especial à dimensão humana, capaz de compreender os diferentes contextos educacionais, com ampla visão da realidade sociocultural no contexto local e global, visando o desenvolvimento de proposições que dialoguem com essas realidades. Para tanto, pretende formar um profissional apto a refletir sobre a Dança como área de conhecimento nos diversos espaços de aprendizagem.
 
Pretende este Programa que o egresso desenvolva sua própria capacidade de criar procedimentos metodológicos e artísticos, no enfrentamento de desafios complexos e diversificados.
Visamos a formação continuada do egresso, desde sua entrada no Curso o preparamos e incentivamos para que continue seus estudos de modo formal (e mesmo informal) e sua atuação artística profissional ciente da necessidade e inerência do processo co-evolutivo, enquanto processo de transmutação em correlação. A sociedade se transforma e estudantes e professores têm que se transmutar, evoluir junto. 
 
Elencamos as seguintes competências e habilidades fundantes para os egressos do Curso:
 
  • Desenvolver uma postura cidadã crítica, criativa, respeitosa e transformadora frente às questões socioculturais relativas ao mundo contemporâneo, à diversidade de pensamentos e culturas, aos direitos humanos e ao meio-ambiente;
  • Desenvolver uma postura crítica e criativa frente às práticas pedagógicas da Dança, conectados com as bases epistemológicas do pensamento contemporâneo; 
  • Ter domínio de princípios da estética e poética artísticas e do pensaemnto contemprâneo com seus diferentes contextos socioculturais e educacionais;
  • Conhecer novas e diversificadas técnicas e habilidades corporais possibilitando o domínio relativo à interpretação coreográfica nos aspectos técnicos e criativos;
  • Estar atualizado com a recente produção teórica e artística da área como base tentacular da produção e difusão do conhecimento;
  • Fomentar a pesquisa na e sobre a pedagogia da Dança, incluindo a investigação de métodos e estratégias educacionais;
  • Compreender a Dança como ação cognitiva do corpo e forma de expressão cultural.