Disciplinas

Acompanhamento de Residência Artística  Dana 36 - 51h

Atividade orientada de participação em projetos de investigação artística em dança propostos por artistas residentes convidados (por meio de projeto de Extensão), nas funções de acompanhamento analítico do processo e/ou participação orientada, de modo a promover a retroalimentação entre procedimentos de pesquisa artística e acadêmica em uma prática laboratorial que, não obstante, preserva as especificidades de cada perfil de pesquisa (acadêmica e artística).
 
Bibliografia:
  • BASBAUM, Ricardo. Manual do artista-etc. Rio de Janeiro: Azougue Editorial, 2013.
  • COTRIM, Cecília e FERREIRA, Glória (orgs. Seleção e comentários). Escritos de artistas. Anos 60/70. Rio de Janeiro: Zahar, 2006.
  • CRÉMÉZI, Sylvie. La signature de la danse contemporaine. Paris: Chiron, 1997.
  • DANTO, Arthur. O descredenciamento filosófico da arte. Belo Horizonte: Autêntica, 2014.
  • GOLDBERG, Roselle. Performance. Live art since 1960. New York: Harry N. Abrams,1998.
  • MNOUCHKINE, Ariane. A arte do presente. Entrevistas com Fabienne Pascaud. Rio de Janeiro: Cobogó, 2011. 
  • PLOEBST, Helmut. No wind no word. New choreography in the society of the spectacle.München(Munique):Kieser,2001.
  • RANCIÈRE, Jacques. A Partilha do Sensível: estética e política. São Paulo: Editora 34, 2009.

Análise de Configurações da Dança – Brasil  DANA 27 - 51h

Os métodos de análise crítica e suas correspondentes estruturas de pensamento. O papel da Crítica no desenvolvimento da Dança enquanto matéria artística e área de conhecimento, no Brasil. A crítica jornalística e a crítica ensaística. Análise sistemática de obras de dança, especialmente dança contemporânea, especialmente a brasileira - e produção de resenhas críticas. 
 
Bibliografia:
  • BAUMAN, Zigmund. O Mal-estar da Pós-Modernidade. São Paulo: Zahar, 2005. 
  • CAUQUELIN, Anne. Teorias da arte. São Paulo: Martins Fontes, 2005. 
  • DANTO, Arthur C. A transfiguração do lugar comum. São Paulo: Cosac Naify, 2010. 
  • EAGLETON, Terry. A Função da Crítica. São Paulo, Martins Fontes, 1991.
  • KATZ, Helena. Um, dois, três: a Dança é o Pensamento do Corpo. Belo Horizonte: FID editorial, 2005. 
  • OSORIO, Luiz Camillo. As razões da crítica. Rio de Janeiro: Zahar, 2005
  • POUILLAUDE, Frédéric. Le désoeuvrement choregraphique étude sur la notion d’oeuvre en danse. Paris, Vrin, 2009. 
  • SALLES, Cecília Almeida. Arte contemporânea e a crítica dos processos criativos. Belo Horizonte, 2011

Dança e Cognição - As Técnicas Corporais  DANA 32 - 51h

Aborda a relação entre corpo e técnica apresentando recentes teorias das ciências cognitivas acerca do funcionamento do sistema sensório-motor. Discute estudos da neurobiologia sobre o funcionamento do cérebro, a propriocepção e a cinestesia (o sentido do movimento). Apresenta experiências recentes sobre novas abordagens de movimento e de técnica e discute essas experiências correlacionando com as teorias apresentadas. Evidencia o problema da técnica para dança na atualidade. 
 
Bibliografia:
  • BERTHOZ, Alain. Le sens du mouvement. Paris, Odile Jacob Sciences, 1997.
  • CHURCHLAND, Paul. Matéria e consciência. Uma introdução contemporânea à filosofia da mente. São Paulo: Editora UNESP, 2004.
  • CLARK, Andy. Supersizing the Mind: embodiment, action, and cognitive extension. New York: Oxford University Press, 2008. 
  • DAMASIO, António. E o cérebro criou o homem. São Paulo: Cia das Letras, 2011.
  • DISSANAYAKE, Ellen. Homo aestheticus. Where Art comes From and Why. Seatle and London: University of Washington Press, 1995.
  • NEVES, Neide. Klauss Vianna. Estudos para uma dramaturgia corporal. São Paulo: Cortez, 2008.
  • SPATZ, Ben. What a body can do – Technique as knowledge, practice as research.  Routledge, NY, 2015.
  • STRAZZACAPA, Márcia. Educação Somática e Artes Cênicas. Princípios e aplicações. Campinas, SP: Papirus, 2012.

Elaboração de Projetos  DANA 25 - 68H

Cumpre função estrutural na grade curricular como eixo de sustentação do perfil teórico proposto para o curso, quanto ao aspecto da organização do processo de estudo em etapas de pesquisa. Consta da apresentação dos fundamentos teóricos para conduzir o processo de elaboração de projetos de dissertação, discutindo aspectos estruturais do roteiro de um projeto e seus pontos básicos: definição do objeto e o modo de tratá-lo, a relação entre objeto da pesquisa, fundamentação teórica e a metodologia da pesquisa em Dança. Orientação do processo de definição e construção do objeto da pesquisa e a escolha da metodologia apropriada. Apresentação e discussão dos projetos criados ao longo do curso. 
 
Bibliografia:
  • BAUER, Martin, GASKELL (ed.) Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002. 
  • BOOTH, Wayne C.; COLOMB, Gregory G.; Williams, Joseph M. A arte da pesquisa. 2a edição. São Paulo: Martins Fontes, 2008.
  • BUNGE, M. Dicionário de Filosofia. São Paulo: Perspectivas, 2002.
  • FLICK, Uwe. Desenho da pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Artmed, 2009. 
  • MACEDO, Roberto Sidnei. Etnopesquisa crítica, etnopesquisa-formação. Brasília: Líber Livro, 2006. 
  • PACHECO Júnior, Waldemar. Pesquisa científica sem tropeços: abordagem sistêmica/ Waldemar Pacheco Júnior, Vera Lúcia Duarte do Valle Pereira, Hippólito do Valle Pereira Filho. São Paulo: Atlas, 2007.
  • PESCUMA, Derna. Trabalho Acadêmico – o que é? como fazer?: um guia para sua elaboração. São Paulo: Olho D’Água, 2005.
  • SEVERINO, Antonio Joaquim. Metodologia do Trabalho Científico. São Paulo: Cortez, 2002.

Metodologia da Pesquisa em Dança  DANA 24 - 68h

Cumpre função estrutural na grade curricular como eixo de sustentação do perfil teórico proposto para o curso, quanto ao aspecto das estratégias de abordagem dos objetos de estudo. Consta da apresentação de instrumental teórico para subsidiar as definições metodológicas e bibliográficas dos alunos no desenvolvimento de suas pesquisas, esclarecendo suas inserções em tradições teóricas consolidadas e as especificidades epistemológicas da pesquisa em dança. 
 
Bibliografia:
  • CARVALHO, Marília Pinto de; TEIXEIRA, Rita Amélia (orgs.). Itinerários de pesquisa. Rio de Janeiro: DP&A, 2003.
  • CLIFFORD, James. A experiência etnográfica. Rio de Janeiro: UFRJ, 1998. 
  • FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso. 24ª Ed. São Paulo: Loyola, 2015.
  • FRALEIGH, Sondra; HANSTEIN, Penelope. Researching dance: envolving modes of inquiry. Pittsburgh, Pa; University of Pittsburgh, 1999. 
  • LAPLANTINI, François. A descrição etnografica : a pesquisa e seus métodos. Ed. Armand Collin, 2010.
  • PIMENTEL, Álamo Gonçalves; GALEFFI, Dante; MACÊDO, Roberto Sidnei. Um rigor outro: a questão da qualidade na pesquisa qualitativa. Salvador: EDUFBA, 2009.
  • SANTOS, Boaventura de Sousa. Um Discurso sobre as Ciências. Porto, Portugal: Afrontamento, 1987.
  • YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Trad.: Ana Thorell. Porto Alegre: Bookman, 2010.

O Corpo Contemporâneo nas Artes do Corpo de Agora DANA 30 - 51H

Discussão sobre o entendimento de corpo pelo viés do pensamento científico contemporâneo para, então, poder compreender as artes que são produzidas na atualidade. Assume-se aqui a necessidade de um outro arcabouço teórico para tratar do objeto de estudo em questão - as artes do corpo - que possibilite uma reflexão mais articulada com as demandas da atualidade. Tal exigência do mundo atual é verificada no inevitável trânsito e na contínua contaminação entre os saberes, sejam eles científicos ou artísticos. 
 
Bibliografia:
  • DIAMOND, Ellin (Ed.) Performance and cultural politcs. New York, London: Routledge, 1999.
  • DYENS, Ollivier (2001). Metal and flesh: the evolution of man: technology takes over. Cambridge. Massachusetts, London: The MIT Press.
  • GARDNER, Howard. A nova ciência da mente. São Paulo: EDUSP, 2003.
  • NÖE, Alva. Varieties of presence. Cambridge, Massachusetts-London, England: Harvard University Press, 2012.
  • PRIGOGINE, Elya e STANGERS, Isabelle. A nova aliança: metamorfose da ciência. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1997.
  • RICHIR, Marc. Le corps: Essai sur L’interiorité: Optiques Philosophiques. Paris: Hatier, 2003.
  • SIBILIA, Paula. O show do eu: a intimidade como espetáculo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008. 
  • SILVA, Tomaz Tadeu da. Pedagogia dos Monstros - os prazeres e os perigos da confusão de fronteiras. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2000.

Participação em Grupo de Pesquisa DANA 39 - 17H

De caráter obrigatório e complementares à formação profissional de pesquisador em dança, essa atividade é voltada ao acompanhamento de atividades de um grupo de pesquisas da Escola mediante afinidade da linha de investigação com o projeto do aluno.
 
Bibliografia:
  • A cada semestre são apresentadas propostas de trabalho pelos líderes aos participantes dos grupos e, a partir dessas propostas se definem as bibliografias que serão utilizadas.
 

Pesquisa Orientada DANA 37 - 17H

De caráter obrigatório e complementar à formação profissional de pesquisador em dança, essa atividade é voltada para encontros sistemáticos com o professor orientador para monitoração do desenvolvimento do projeto de pesquisa.
 
Bibliografia:
  • Bibliografia específica, pertinente a cada projeto.

Projeto de Dissertação DANA 41

De caráter obrigatório e complementares à formação profissional de pesquisador em dança, essa atividade é voltada para a Defesa da Dissertação.
 
Bibliografia:
  • Pertinente ao Projeto de Dissertação

Seminário de Pesquisa Orientada DANA 40 - 17H

 
De caráter obrigatório e complementares à formação profissional de pesquisador em dança, essa atividade é voltada ao exercício de encontros regulares com todos os mestrandos e professor responsável pela atividade, para discussão coletiva dos projetos individuais de pesquisa.
 
Bibliografia:
  • Referentes às propostas de estudos de cada estudante

Tirocínio Docente  DANA 38- 34H

De caráter obrigatório e complementares à formação profissional de pesquisador em dança, essa atividade é voltada ao exercício de acompanhamento de disciplina oferecida na Escola de Dança, orientado por um docente (dispensável para quem tem experiência de ensino em Nível Superior, a critério do Colegiado).
 
Bibliografia:
  • Vinculada ao módulo ou disciplina da estrutura curricular da Instituição de ensino que será acompanhada pelo estudante em regime de Tirocínio.

Poética Tecnológica da Dança  DANA 31 - 51H

As possibilidades de criação, elaboração e exposição da dança em suas diversas manifestações e aproximações acerca do pensamento contemporâneo e as tecnologias de mediação e poéticas não digitais, digitais e interativas.
 
Bibliografia:
  • BAITELLO, Norval Jr. A mídia antes da máquina. Cadernos de ideias. São Paulo: CISC, 1999. 
  • HARAWAY, Donna (2000). "Manifesto ciborgue: ciência, tecnologia e feminismo-socialista no final do século XX. In: Antropologia do ciborgue - as vertigens do pós-humano. Silva, Tomaz T. (organização e tradução). Belo Horizonte: Autêntica Editora.
  • JOHNSON, Steve. Cultura da Interface: como o computador transforma nossa maneira de criar e comunicar. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.
  • LAURENCE, Louppe. Poética da Dança Contemporânea. Lisboa: Orfeu Negro, 2012. 
  • MACHADO, Arlindo. Arte e Mídia. São Paulo: Zahar, 2007.
  • McLUHAN, Marshall. Os meios de comunicação como extensões do homem. São Paulo: Cultrix, 1996.
  • MERREL, Floyd. Sensing Semiosis: Toward the Possibility of Complementary Cultural "Logics" (Semaphores and Signs) 1st Edition. New York: Palgrave Macmillan, 1998.
  • SIBILIA, Paula. O homem pós-orgânico: Corpo, subjetividade e tecnologias digitais. Rio de Janeiro: Ed. Relume Dumará, 2002. 

Processos Evolutivos da Dança DANA 29 – Brasil - 51H

Estudo do processo de transformação histórica da dança, quanto às suas configurações artísticas e às estruturas de pensamento correspondentes. Concepções de história e correspondentes de temporalidade. A coevolução dos sistemas culturais.
 
Bibliografia:
  • DAWKINS, Richard. O Gene Egoísta. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.
  • DENNETT, Daniel C. A Perigosa ideia de Darwin: a evolução e os significados da vida. Rio de Janeiro, Editora Rocco, 1998.
  • FERNIE, Eric (org.). Art History and its Methods, a critical anthology. Londres: Phaidon, 2001. 
  • GREINER, Christine. Corpo: Pistas para Estudos Indisciplinares. São Paulo, Editora Annablume, 2005.
  • PINKER, Steven. Tábula Rasa, a negação contemporânea da natureza humana.(tradução Laura Teixeira Mota). Companhia das Letras, SP, 2004.
  • PRIGOGINE, Ilya. O fim das certezas. Tempo, caos e as leis da natureza. São Paulo: UNESP, 2011.
  • Temas para a dança brasileira. Organização de Sigrid Nora. São Paulo: Edições SESC SP, 2010.
  • VARELA, Francisco J., THOMPSON, Evan e ROSCH, Eleanor. A mente incorporada: ciências cognitivas e experiência humana.Porto Alegre: Artmed, 2003.

Seminários Avançados DANA 26 - 68H

Cumpre função estrutural na grade curricular como eixo de sustentação do perfil teórico proposto para o curso, quanto ao aspecto dos conteúdos específicos da matéria do curso (dança) nas suas
diversas conexões temáticas da atualidade. Consta da apresentação e discussão de tópicos centrais da caracterização da estrutura de pensamento correspondente ao entendimento de corpo, de dança e duas imbricações contextuais tal como proposto na definição do perfil teórico do curso, a partir de suas linhas de pesquisa. 
 
Bibliografia:
  • DAWKINS, Richard. O rio que saia do Éden: uma visão darwiniana da vida. Rio de Janeiro: Rocco, 1996. 
  • EAGLEMAN, David. Incógnito: as vidas secretas do cérebro. Rio de janeiro: Rocco, 2012. 
  • DEACON, T. (1997) The Symbolic Species: The Co-evolution of Language and the Brain. New York: W.W. Norton.
  • HARENDT, Hannah. A condição Humana. Rio de janeiro: Forense Universitária, 2010. 
  • LAKOFF, George e JOHNSON, Mark (1999) Philosophy in the Flesh: the embodied mind and its challenge to western thought. New York: Basic Books, 1999.
  • LANDOWISKI, Eric. Presenças do Outro: ensaios de sociossemiótica. Editora Perspectiva: São Paulo, 2002.
  • MORAES, Eliane Robert. O Corpo Impossível. A Decomposição da Figura Humana de Lautréamont a Bataille. São Paulo: Fapesp/Iluminuras, 2002. 
  • RAMACHANDRAN, V.S. O que o cérebro tem para contar. Desvendando os mistérios da natureza humana. Rio de Janeiro: Zahar, 2014. 

Tópicos Contemporâneos de Dança DANA 28 - 51H

Questões derivadas das configurações de dança contemporânea e as relações temáticas nelas implicadas, tais como: corpo e sociedade, dança e política, interseção com outras linguagens artísticas; preparação técnica corporal e concepção estética. 
 
Bibliografia:
  • BARDET, Marie. A filosofia da dança. Um encontro entre dança e filosofia. São Paulo: Martins Fontes, 2014.
  • CHAUÍ, Marilena. A Instituição do Campo Político. In: Política em Espinosa. São Paulo: Companhia das Letras, 2003. 
  • LORO, Guacira Lopes (org.). O corpo educado. Pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2010. 
  • MILLER, Arthur I. Insights of Genius: Imagery and creativity in Science and Art. Massachusetts and London, MIT Press, 2000.
  • NEUPARTH, Sofia e GREINER, Christine (orgs.). Arte Agora. Pensamentos enraizados na experiência. São Paulo: Annablume, 2011. 
  • Ruthrof, Host. The Body in Language. London and New York: Biddleslimited, Guildford and King’s Lynn, 2000. 
  • Smith-Autard Jaqueline M. Dance Composition. London: Methuen Drama, 2010.
  • WEBB, Brian (ed.). The responsive body. A language of contemporary dance. Alberta: Banff Centre Press, 2000. 

Etnografias da Dança  DANA 35 - 51H

Aborda questões teóricas e práticas relativas aos registros etnográficas em dança, desde as anotações realizadas a partir dos exercícios de observação durante o trabalho de campo e suas considerações interpretativas, até as reflexões críticas sobre representação cultural e coreografia. 
 
Bibliografia:
  • BHABHA, Homi K. O local da cultura. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2005. 
  • CANCLINI, Nestor Garcia. Culturas híbridas: estratégias para entrar e sair da modernidade. São Paulo: EDUSP, 2013.
  • DESMOND, Jane C. (org) (1997) Meaning in Motion.  New cultural studies of dance. Durham and London: Duke University Press.
  • 2000. 
  • FAURE, Sylvia, Apprendre par corps: socio-anthropologie des techniques de danse, coll. Essais, Paris, La Dispute, 2000. 
  • FOSTER, Susan Leigh (org) Coreographing History. Indiana University Press,1995.
  • GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas, Rio de Janeiro, Guanabara, 1989.
  • RODRIGUES, Graziela. Bailarino pesquisador intérprete: processo de formação, Funarte, Rio de Janeiro, 1997.
  • SANTOS, Boaventura de Souza e MENESES, Maria Paula (orgs.). Epistemologias do Sul. São Paulo: Cortez Editora, 2010.

A Cinesiologia e a Dança  DANA 34 - 51H

O corpo em movimento: considerações morfológicas; filogênese e ontogênese; imbricação entre estrutura e função; padrões evolutivos sequenciais de movimento. A cinestesia ou sentido do movimento; proprioceptividade. A epidemiologia na dança. 
 
Bibliografia:
  • BÉZIERS, Marie-Madeleine e Piret, Suzanne. A coordenação motora. Aspecto mecânico da organização psicomotora do Homem. São Paulo: Summus Editorial, 2014.
  • BERTAZZO, Ivaldo. Gesto orientado. São Paulo: Edições SESC, 2014.
  • BIENFAIT, Marcel. Os desequilíbrios estáticos. São Paulo: Summus 1995.
  • GUYTON, Arthur. Neurociência Básica, anatomia e fisiologia. Rio de Janeiro: Guanabara,1991.
  • NEUMAN, Donald. Cinesiologia do aparelho musculoesquelético. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012.
  • PAESANI, Giovanna. 120 jogos e percursos de psicomotiricidade. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.
  • PIAGET, Jean. Biologia e Conhecimento. Petrópolis, RJ: Vozes, 2003.
  • RAMOS, Enamar. Angel Vianna. A pedagogia do corpo. São Paulo: Summus Editorial, 2007.

Danças Populares: Padrões em Evolução DANA 33 - 51H

Aborda as danças populares tradicionais à luz das teorias evolutivas da cultura, mostrando que as configurações que se observam são, de fato, sínteses transitórias de processos cognitivos, comunicacionais e evolutivos que ocorrem no corpo que dança e, portanto, sínteses mutáveis, em constante coevolução com o ambiente. Identifica padrões de movimento e sua transmissão com alta taxa de estabilidade. Propõe um estudo epistemológico da dança. 
 
Bibliografia:
  • ABDALA, Benjamin Júnior (org.). São Paulo:  Boitempo Editorial, 2004.
  • GOMES, Núbia Pereira de M. e Pereira, Edimilson de Almeida. Mundo Encaixado: Significação da Cultura Popular. Belo Horizonte: Mazza Edições, 1992.
  • LODY, Raul e SABINO, Jorge. Danças Matriz Africana: Antropologia do Movimento.  Rio de Janeiro: Palas Editora, 2011.
  • QUEIROZ, Renato da Silva & Otta, Emma (orgs), O Corpo do Brasileiro: Estudos de Estética e Beleza, São Paulo, Senac,1999.
  • SANTOS, Inaicyra Falcão dos. Corpo e Ancestralidade: Uma proposta pluricultural de dança-arte-educação, Salvador, UFBA, 2002.
  • SHEETS-JOHNSTONE, Maxine. Roots of Thinking. Philadelphia: Temple UniversityPress,2000.
  • THOMAS, Helen. The Body, Dance and Cultural Theory. New York, Palgrave Macmillan, 2003. 
  • WEISS, Gail and HARBER, Honi Ferner. Perspectives on Embodiment, the intersections by Nature and Culture. New York: Routledge, 1999.